Alguém vai sobrar depois da campanha

 



Para alguns apoiadores ao governo do Rio G do Norte que residem na cidade de são Tomé, estão em busca de votos não para eles, mas para os candidatos que apenas um (1) será eleito governador (a) do RN, a coisa tá preta.

O campo eleitoral de são Tomé está minado de armadilhas para o eleitor que pode votar por influência, mas, ao término da campanha a vida continuará normalmente. 

Alguém vai sobra


É preciso entender que, as alianças formadas no município entre partidos, não são as mesmas que os candidatos defendem. Um dos maiores exemplos é o partido progressista "PP" que faz parte da coligação 100% RN, mas aqui em são tomé, é oposição ao governo Robinson e ao candidato Carlos Eduardo PDT, alguém vai sobrar.



Tudo será decidido no segundo turno.